Inclusão do Hezbollah na lista de terrorismo não afeta missão da ONU

Ouvir /

Segundo representante da organização no Líbano, decisão da União Europeia não irá refletir nos trabalhos da Unifil; Derek Plumbly destaca que as Nações Unidas são formadas por todos os Estados-membros.

Derek Plumbly

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O coordenador especial da ONU para o Líbano disse que o trabalho da Força Interina das Nações Unidas no país, Unifil, não será afetado por uma decisão recente da União Europeia.

O bloco colocou o Hezbollah na lista de grupos terroristas. Derek Plumbly declarou que não cabe a ele comentar decisões da União Europeia.

Contingentes

Mas ao ser questionado se a classificação irá refletir no trabalho das tropas da Unifil, Plumbly disse que as "Nações Unidas são as Nações Unidas, formadas por todos os Estados-membros".

O representante da ONU no Líbano destacou que as tropas da Unifil são formadas por contingentes de mais de 30 países. Plumbly acredita que todos no país e na região estão sendo "beneficiados pela segurança e estabilidade gerada com a presença da Unifil."

Ele fez a declaração a jornalistas, após encontro, em Bikfaya, com o ex-presidente Amine Gemayel e líder do partido Kataeb.

Os dois discutiram a questão dos refugiados sírios e como garantir assistência aos civis e apoio necessário do governo libanês. Segundo Plumbly, eles conversaram ainda sobre a importância de se formar, com sucesso, um novo governo no país.

 

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE DEZEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE DEZEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031