Do Jazz, Marcus Miller é o novo Artista da Unesco para a Paz

Ouvir /

Músico norte-americano, de 55 anos, vai apoiar e divulgar o projeto "Rota do Escravo" nas vésperas do 20º ano da iniciativa.

Marcus Miller. Foto: Unesco.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A estrela norte-americana de jazz, Marcus Miller, foi oficialmente nomeado "Artista da Unesco para a Paz", neste fim-de semana.

De acordo com a agência, o compositor, produtor do estilo musical e apresentador de rádio deve promover o projeto "Rota do Escravo", lançado em 1994. O objetivo principal é contribuir para uma melhor compreensão das causas, das formas de operação e das consequências da escravidão no mundo.

Diálogo e Respeito

De acordo com a Unesco, a aposta no artista também deve ampliar os esforços para construir a paz através do diálogo e do respeito no âmbito dos 20 anos da iniciativa.

Marcus Miller, de 55 anos, já venceu dois prémios Grammy. Ele foi  celebrizado como baixista elétrico mas também executa o teclado e o clarinete, tendo mais de 500 participações em álbuns de jazz, R&B e ópera.

Impacto

A sua carreira inclui o acompanhamento de lendas como Miles Davis, do embaixador da Boa Vontade da Unesco Herbie Hancock, de Wayne Shorter e de Eric Clapton.

Além de apoiar e divulgar A Rota do Escravo, Miller deve  sensibilizar sobre um fenómeno "com um profundo impacto sobre o mundo moderno, da religião e da cultura para o movimento de direitos humanos."

Corações e Mentes

A diretora geral da Unesco, Irina Bokova, descreveu Marcus Miller como um artista que "tocou os corações e mentes de homens e mulheres em todo o mundo."

Sobre as premiações disse que como músico, a estrela tinha ganho todos os prémios que valiam a pena conquistar, tendo enaltecido que encarna o espírito de criatividade, liberdade e resistência presentes no coração da música e, especialmente a jazz.

Pluralismo Cultural

Como um artista para a Paz, Marcus Miller deve  trabalhar para divulgar as lições da escravidão e o tráfico de escravos e como os fatores podem ser usados para resolver vários problemas atuais.

Entre eles, a Unesco destaca a reconciliação nacional, o respeito ao pluralismo cultural e necessidade de construir sociedades inclusivas e justas.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031