Acnur pede maior apoio da União Europeia com sírios que chegam à região

Ouvir /

Alto comissário da ONU para Refugiados pede garantia de tratamento adequado aos civis que chegam nos países do bloco; 40 mil sírios fugiram para a Europa desde o início dos conflitos.

Família síria refugiada na França. Foto: Acnur

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O alto comissário da ONU para Refugiados está preocupado com a proteção de sírios que buscam abrigo na Europa. António Guterres lembrou que os civis estão fugindo de um dos piores conflitos mundiais das últimas décadas.

Durante uma reunião do Conselho de Justiça da União Europeia, esta quinta-feira, na Lituânia, Guterres pediu aos países do bloco que tenham como prioridade a garantia de tratamento adequado aos refugiados sírios.

Exemplo

O chefe do Acnur destacou que Alemanha e Suécia receberam dois-terços dos sírios que buscaram proteção na União Europeia. Ele pediu que mais nações ofereçam aos sírios asilo.

Para Guterres, um "exemplo positivo da Europa é crucial" neste momento. De acordo com o alto comissário, mais de 40 mil sírios estão refugiados no continente desde o início dos conflitos, em março de 2011.

Fronteiras

Ele ressaltou que enquanto o controle de fronteiras é um direito soberano de cada Estado, é preciso garantir acesso ao territorio europeu e procedimentos justos de asilo.

Guterres pediu aos governos da União Europeia que administrem os pedidos de visto e facilitem a entrada dos sírios por razões de estudo, trabalho ou família.

Segundo as Nações Unidas, mais de 100 mil pessoas já morreram na Síria desde o início do conflito entre o governo e grupos da oposição, que pedem a saída do presidente Bashar Al-Assad do poder.

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930