Secretário-Geral condena ataque que matou turistas no Paquistão

Ouvir /

Ban Ki-moon chocado com ação contra grupo de alpinistas no norte do país; chefe da ONU apela por medidas imediatas que levem os responsáveis à justiça.

Ban Ki-moon

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.* 

O Secretário-Geral da ONU está "horrorizado" com o assassinato de um grupo de alpinistas estrangeiros na área de Gilgit-Baltistan, no norte do Paquistão.

Em nota, Ban Ki-moon envia condolências às famílias da vítimas do ataque ocorrido no domingo, na base da montanha Nanga Parbat, a nona mais alta do mundo.

Justiça

O Secretário-Geral está "muito preocupado com o ataque terrorista e outros bombardeios" ocorridos recentemente no Paquistão, onde dezenas de civis foram mortos.

Ban reforça o apoio das Nações Unidas ao governo paquistanês "diante do terrorismo e do extremismo" e pede ação imediata para levar os responsáveis à justiça.

Retaliação

Segundo agências de notícias, um grupo de homens armados abriu fogo contra a base do acampamento, matando 11 pessoas. Dez eram turistas estrangeiros e o outro, um guia local paquistanês.

As vítimas seriam da Ucrânia, da China, da Eslováquia, do Nepal, da Lituânia e iriam escalar a montanha.

O grupo Talebã paquistanês teria reivindicado a autoria do ataque, em retaliação à morte de um líder da milícia em maio. Ele teria sido morto em uma ação de um drone, um avião não-tripulado. 

*Apresentação: Leda Letra.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930