ONU condena ataque a complexo da organização em Mogadíscio

Ouvir /

Representante especial do Secretário-Geral no país africano, Nicholas Kay, disse que atentado foi ato terrorista e uma "tentativa desesperada de tirar a Somália do caminho da paz e da reconstrução."

Instalações da Unsom, na Somália. Foto: Unsom

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão das Nações Unidas na Somália, Unsom, condenou um ataque ao complexo da ONU em Mogadíscio, capital do país.

Em nota, o representante especial da ONU, Nicholas Kay, disse que está "chocado e aterrorizado" com o atentado, que ocorreu às 11:30 da manhã, horário local.

Caminho

Segundo a Missão, uma picape repleta de explosivos foi detonada em frente ao portão do complexo da ONU, abrindo assim o caminho para que os autores do ataque entrassem a pé no local.

Houve troca de tiros e outras explosões enquanto os funcionários buscavam refúgio em áreas seguras. A grande maioria dos trabalhadores da organização escapou ilesa.

Kay disse que o ataque é "um ato terrorista que pretende tirar a Somália do caminho da paz e da reconstrução." Ele lembrou ainda que os empregados das Nações Unidas trabalham em temas humanitários e de desenvolvimento junto com os somalis.

Ele informou que não sabe ao certo o número de feridos, mas que há casos graves de ferimentos.

Polícia Somali

O representante de Ban Ki-moon na Somália agradeceu à polícia somali e a Missão da União Africana, Amisom, por responderem rapidamente para conter o ataque. Ele expressou os sentimentos às famílias dos feridos e pessoas afetadas.

Nicholas Kay encerrou a nota dizendo que apesar de os funcionários das Nações Unidas estarem abalados com o atentado, a organização continua determinada a apoiar o povo da Somália.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930