Infecções com HIV em crianças caíram 50% ou mais na África Subsaariana

Ouvir /

OMS diz que apesar do avanço em novos casos, tratamento infantil continua baixo no mundo; relatório da agência da ONU mostra que três em cada 10 menores não têm acesso a cuidados médicos.

Mulher com comprimidos antirretrovirais para sua neta. Foto: Irin/Eva-Lotta Jansson

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que as novas infecções com HIV entre crianças caíram 50% ou mais em sete países da África Subsaariana. A informação consta do relatório da agência da ONU sobre o Plano Global para a eliminação do problema em crianças até 2015.

Apesar do avanço, o estudo revela que três em cada 10 menores que precisam de ajuda não têm acesso a cuidados médicos. A OMS declarou que o tratamento para crianças continua "inaceitavelmente baixo no mundo inteiro."

Prioridade

Segundo o relatório, dos países considerados como prioridade no combate ao HIV: África do Sul, Botsuana, Etiópia, Gana, Malauí, Namíbia e Zâmbia registraram reduções nas novas contaminações com o vírus que causa a Aids, desde 2009.

A OMS diz ainda que a Tanzânia e o Zimbábue também conseguiram grandes avanços neste sentido.

Redução

O relatório mostrou que, no total, os 21 países considerados prioridade pelo Plano Global, registraram 130 mil infecções a menos entre as crianças, o que representa uma queda de 38% em relação aos últimos quatro anos.

Gana foi a nação com o melhor resultado. A redução de novas infecções com HIV despencaram 76%. Na África do Sul, o índice foi de 63%. Mas outros países africanos não seguiram este mesmo desempenho. Em Angola, por exemplo, as novas infecções com HIV aumentaram desde 2009.

Sinal

O diretor-executivo do programa Conjunto sobre HIV/Aids, Unaids, Michel Sidibé, afirmou que "o progresso alcançado na maioria dos países é um forte sinal de que com esforços concentrados todas as crianças podem nascer livres do vírus."

Ele disse que a agência precisa avaliar porque a situação ficou estagnada em alguns países e solucionar os fatores que estão impedindo esse avanço.

Tratamento

A OMS informou ainda que mais grávidas com HIV estão recebendo tratamento para impedir que o vírus passe para o bebê. A cobertura chegou a 75% das gestantes em alguns países, no ano passado.

O Plano Global tem dois objetivos principais que devem ser atingidos até 2015. O primeiro é a redução de novas infecções com HIV em crianças em 90% e, o segundo, a queda pela metade do número de mortes maternas relacionadas à Aids.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930