Unesco preocupada com aumento da violência na República Centro-Africana

Ouvir /

Diretora-geral alerta sobre caça ilegal e destruição no parque nacional Dzanga-Sanga; área entrou para a lista de Patrimônio Cultural da Organização em 2012.

Irina Bokova

Edgard Júnior, Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, fez um alerta sobre o aumento da violência armada na República Centro-Africana.

A diretora-geral da organização, Irina Bokova está preocupada também com a caça ilegal e com a destruição do parque nacional Dzanga-Sanga.

Patrimônio Cultural

A área pertence ao parque trinacional Sangha, localizado entre três países, Camarões, República Democrática do Congo e a República Centro-Africana. A região, virou Patrimônio Cultural da Unesco, em 2012.

Bokova enviou carta ao primeiro-ministro do país pedindo medidas urgentes para garantir a proteção do parque e a segurança das pessoas.

Na mensagem, a diretora-geral da Unesco alerta que depois da reserva Okapi, na RD Congo, como também no Mali, o parque Dzanga-Sanga é o terceiro Patrimônio Cultural atingido por conflitos na África.

Caça

Bokova disse que está alarmada com o aumento da caça ilegal de elefantes no continente africano. Segundo ela, 30 mil animais são mortos anualmente.

Ela afirmou que as áreas de Patrimônio Cultural, na região central da África, estão ameaçadas por essa prática. Vários desses locais já apresentam um número muito menor na população de elefantes e de outros grandes animais.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930