Simpósio da Unesco debate legado de patrimônios subaquáticos

Ouvir /

Reunião de 28 a 29 de maio analisará situação das 150 cidades submersas

do Mediterrâneo, as ruínas do Farol de Alexandria e do Titanic; a agência da ONU estima que fundo dos oceanos abrigue três milhões de navios e cidades naufragados.

Foto: Unesco

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Especialistas em arqueologia subaquática se reúnem, no fim deste mês, na sede da Unesco, em Paris, para debater a situação de sítios submersos em todo o mundo.

O simpósio, aberto ao público, será realizado no início da quarta sessão dos países que participam da Convenção sobre a Proteção do Patrimônio Cultural Subaquático.

Sete Maravilhas

De acordo com a Unesco, existem 3 milhões de navios e cidades naufragados no fundo dos oceanos.

No encontro do fim deste mês, em Paris, os arqueólogos irão analisar ainda a situação de grandes sítios como as 150 cidades submersas do Mediterrâneo, além das ruínas do Farol de Alexandria, considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo.

Outros patrimônios destacados foram os restos do Titanic e do Lusitania. Para os especialistas, o patrimônio submerso está sob risco e não tem a proteção suficiente.

Crianças

Em 2001, a Unesco aprovou a Convenção sobre Proteção, que preserva todos os indícios de existência humana que tenham sido conservados num ambiente submerso por pelo menos 100 anos, e que tenham um caráter cultural, histórico e arqueológico.

Pelo documento, sítios arqueológicos subaquáticos devem ser guardados como patrimônio e estudados sem a influência de interesse comercial ou de saques. Um outro objetivo da Convenção é promover o valor dos patrimônios para crianças.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE DEZEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE DEZEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031