OMS: mais de 1 bilhão de pessoas sofrem com pressão alta

Ouvir /

Doença afeta até 46% dos adultos na África; agência da ONU lança alerta para marcar o Dia Mundial da Saúde neste 7 de abril.

Foto: Banco Mundial

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está lançando um alerta sobre as consequências da pressão alta.

Segundo a agência, mais de 1 bilhão de pessoas, em todo o mundo, sofrem da doença.

Cegueira

Para a OMS, será preciso intensificar esforços para combater o problema. A hipertensão causa doenças cardiovasculares, falhas nos rins e cegueira além de outras complicações.

A epidemia é mais grave na África, onde até 46% dos adultos sofrem com pressão alta.

A agência da ONU decidiu lançar o alerta pouco antes do Dia Mundial da Saúde, marcado neste 7 de abril.

Reduzir Riscos

Segundo a OMS, o controle da pressão arterial é fundamental para resolver o problema. Para a agência, quando as pessoas conhecem os níveis da própria pressão, elas têm mais chance de reduzir o risco de desenvolver outras doenças.

O médico da OMS, Shanti Mendis, lembrou que, na maioria dos casos, os sintomas da hipertensão permanecem indetectáveis até o aparecimento de complicações.

Mendis disse que quem tem mais de 40 anos deve medir a pressão regularmente. O especialista contou que a redução de sal na comida, o consumo de mais frutas e vegetais que contêm potássio ajudam a controlar a pressão.

Segundo ele, fazer exercícios físicos, não beber álcool em excesso e manter o peso são outras formas inteligentes de evitar a pressão alta.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031