Ocha afirmou que 1,5 milhão de haitianos sofrem de insegurança alimentar

Ouvir /

Agência da ONU disse que situação é devido à seca e aos furacões Isaque e Sandy; índice de má nutrição aumentou, afetando mais de 80 mil crianças.

Milhares de haitianos sofrem de insegurança alimentar.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, afirmou que 1,5 milhão de haitianos sofrem de insegurança alimentar no país.

A informação foi dada pelo vice-porta-voz da ONU, Eduardo del Buey, numa entrevista a jornalistas.

Seca

Segundo del Buey, aproximadamente 82 mil crianças com menos de 5 anos, estão malnutridas.

O vice-porta-voz declarou que a situação atual é resultado da seca e da devastação causada pelo impacto de duas tempestades tropicais, Isaque e Sandy, que atravessaram a região do Caribe no ano passado.

Sandy, que depois virou furacão e chegou aos Estados Unidos, atingiu o Haiti em outubro, destruindo milhares de casas e deixando muitas pesoas em acampamentos de emergência.

Alimentos

Del Buey declarou que há falta de comida em sete dos 10 departamentos do país.

O Ocha informou que várias agências da ONU e organizações humanitárias estão trabalhando com o governo do Haiti na entrega de alimentos para centenas de milhares de pessoas espalhadas por toda a ilha caribenha.

Alerta

No mês passado, o representante especial interino do Secretário-Geral para o Haiti, Nigel Fisher, alertou sobre o problema numa sessão no Conselho de Segurança

O país está reconstruindo praticamente toda sua estrutura destruída no terremoto que atingiu a região em janeiro de 2010. Dados oficiais do governo mostram que, pelo menos, 220 mil pessoas morreram e 1,5 milhão ficaram desabrigados.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031