Década da Biodiversidade quer investir em consumidores

Ouvir /

Afirmação é do secretário-executivo da Convenção sobre Diversidade Biológica, Bráulio Dias; ele elogia o Brasil pelos avanços na criação de áreas protegidas.

Década promove “vida em harmonia com a natureza”

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

As Nações Unidas estão promovendo até 2020 a Década da Biodiversidade, por meio de estratégias que devem ser cumpridas pelos países-membros da organização.

O plano de ação tem no total 20 metas, e busca reduzir as pressões sobre a biodiversidade; melhorar a segurança dos ecossistemas e promover o uso sustentável da natureza.

Mudança de Comportamento

O secretário-executivo da Convenção sobre Diversidade Biológica é o brasileiro Bráulio Dias.

Em entrevista à Rádio ONU, de Montreal, Dias explicou que o sucesso da década não depende somente de políticas de governos, mas de uma mudança no comportamento dos consumidores.

"Os cidadãos têm que mudar seus hábitos de consumo. Não consumir madeira de origem ilegal ou de exploração florestal não-sustentável. Não consumir alimentos que não sejam objetos de um sistema de produção sustentável, por exemplo, que tenham muita contaminação de pesticidas. Isso é uma área em que os consumidores é que tem que estar à frente, para promover essa mudança de hábitos. E isso é que vai determinar a mudança na produção, para que a gente possa promover cada vez mais sistemas sustentáveis de produção."

Brasil

Para Bráulio Dias, a Década da Biodiversidade visa ainda "promover a vida em harmonia com a natureza." Com mais de 30 anos de experiência na área, ele já foi secretário de Biodiversidade e Florestas no Ministério do Meio Ambiente do Brasil.

O chefe da Convenção sobre Diversidade Biológica afirma que o país sempre foi um membro muito ativo no órgão e elogia projetos de conservação de áreas protegidas.

"O Brasil a partir de 2005 conseguiu reduzir em 80% a taxa de desmatamento em toda a Floresta Amazônica. Nessa última década, o Brasil dobrou as áreas sobre proteção dentro do sistema nacional de unidades de conservação, como chamamos as áreas protegidas no Brasil. Nessa última década, foi o país que mais avançou na criação de novas áreas protegidas e isso também tem sido um bom exemplo para outras nações."

Segundo Bráulio Dias, o país também foi pioneiro ao estabelecer metas nacionais sobre biodiversidade, em 2006.

A Convenção sobre Diversidade Biológica foi criada durante a Eco-92, há 20 anos, no Rio de Janeiro.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 18 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 18 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930