Coreia do Norte: Ban diz que “ameaças nucleares não são um jogo”

Ouvir /

Para Secretário-Geral, crise na Península Coreana "já foi longe demais"; declaração foi feita após país ter anunciado que irá reativar instalações nucleares.

Ban Ki-moon

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.* 

O Secretário-Geral da ONU afirmou, nesta terça-feira, que a crise na Península Coreana "já foi longe demais". Ban Ki-moon reagiu após a Coreia do Norte ter anunciado que irá reativar suas instalações nucleares, incluindo o reator de Yongbyon.

Em Andorra, Ban declarou que "ameaças nucleares não são um jogo". O Secretário-Geral disse que a "retórica agressiva e a postura militar da Coreia do Norte podem resultar em reações, além de gerar medo e instabilidade".

Prevenção da Guerra

Ban Ki-moon apelou ao diálogo e negociações, ressaltando que esta é a "única maneira de resolver a crise". Ele lembrou que como Secretário-Geral, é sua função "prevenir a guerra e buscar a paz".

O anúncio da Coreia do Norte surge na sequência de um terceiro teste nuclear realizado pelo país em fevereiro. A medida violou resoluções do Conselho de Segurança, que decidiu então reforçar sanções comerciais contra o país.

Calma

Segundo agências de notícias, a Coreia do Norte teria feito recentemente ameaças contra a Coreia do Sul e os Estados Unidos.

Ban Ki-moon ressalta que a situação precisa ficar mais calma, após ter sido agravada "pela falta de comunicação que poderia levar a um caminho que ninguém quer seguir."

O Secretário-Geral também disse estar convencido de que "ninguém tem intenção de atacar a Coreia do Norte" por divergências sobre seu sistema político ou política externa.

*Apresentação: Leda Letra.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930