Condenado assassinato de capacetes azuis no estado sul-sudanês de Jonglei

Ouvir /

Pelo menos nove elementos das forças de paz da ONU ficaram feridos na emboscada, que também resultou na perda da vida de civis.

Foto: Unmiss/Isaac Billy

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Uma emboscada no estado sul-sudanês de Jonglei resultou na morte de cinco capacetes azuis.

Falando à Rádio ONU, de Juba, a porta-voz da Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, refere que os autores do incidente, ocorrido esta terça-feira, não foram identificados.

A porta-voz contou que a emboscada teve lugar perto do acampamento de Gumuruk, onde a Unmiss fazia patrulhas frequentes para proteger os civis, além de garantir escolta armada a comboios de ajuda humanitária.

Civis

A representante especial do Secretário-Geral no país africano, Hilde Johnson, condenou vigorosamente o ataque.

Os soldados de paz que morreram no ataque integravam a Unmiss. Outros sete civis que trabalhavam com a missão também perderam a vida no incidente que também feriu pelo menos nove boinas azuis e outros civis.

Comunidades

Johnson endereçou condolências às famílias dos soldados de paz da ONU, colegas e civis mortos no ataque. A representante ressaltou que o incidente "não irá deter a missão de paz e os seus integrantes de trabalharem pela proteção de comunidades vulneráveis no Sudão do Sul."

A missão reafirmou a determinação em continuar o seu trabalho de apoio às autoridades para garantir a paz.

Uma investigação da Unmiss mostra que pelo menos 85 pessoas foram assassinadas em Jonglei em fevereiro. O ataque foi perpetrado por homens armados contra pastores, sendo a maioria dos mortos composta por mulheres e crianças.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031