Ban reage a declarações dos EUA sobre uso de armas químicas na Síria

Ouvir /

Secretário-Geral disse que a organização leva o assunto a sério, e disse que não faria outros comentários, uma vez que o conteúdo da mensagem tem como base informações de inteligência.

Ban Ki-moon

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que as Nações Unidas não estão em posição de comentar uma carta enviada pela Casa Branca ao Congresso americano sobre o uso de armas químicas na Síria.

Ban disse que a ONU leva a sério o conteúdo da carta, mas não pode fazer um comentário baseado em informações da inteligência americana.

Contato

Ban contou que conselheiros da ONU entraram em contato com autoridades americanas para discutir os últimos acontecimentos.

Ele esclareceu que está aguardando somente a autorização do governo sírio para enviar uma equipe de especialistas da ONU ao país para investigar as denúncias de uso de armas químicas.

A declaração do Secretário-Geral foi em resposta a perguntas feitas por jornalistas sobre o uso deste tipo de armamento na Síria.

Carta

No texto da carta, enviada aos senadores republicano, John McCain, e ao democrata, Carl Levin, a Casa Branca diz que o governo está acompanhando de perto o uso potencial de armas químicas na Síria.

A mensagem foi uma resposta à carta dos senadores perguntando se o regime de Bashar al-Assad, ou de elementos ligados a ele, teriam usado o armamento desde o início do conflito, em março de 2011.

Segundo agências de notícias, a Casa Branca informou que os serviços de inteligência americanos concluíram, "com um certo grau de confiança", que o governo sírio usou armas químicas em pequena escala, especificamente o gás sarin.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE DEZEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE DEZEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031