Ban preocupado com interdições no complexo industrial de Kaesong

Ouvir /

Secretário-Geral apela novamente ao diálogo entre as Coreias do Sul e do Norte; trabalhadores sul-coreanos estão impedidos de acessar o local desde o começo do mês.

Complexo industrial é “exemplo de sucesso”

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Secretário-Geral da ONU afirmou nesta quinta-feira que continua acompanhando de perto a situação na Península Coreana e apela mais uma vez ao diálogo entre as duas Coreias.

Ban Ki-moon destaca esforços de outros países na questão, incluindo a China. Em nota divulgada por seu porta-voz, o Secretário-Geral diz continuar seriamente preocupado com a suspensão no complexo industrial de Kaesong.

Implicações Econômicas

Segundo agências de notícias, a Coreia do Norte está impedindo a entrada de trabalhadores sul-coreanos no local desde o dia 3. O complexo está situado na Coreia do Norte. Ban Ki-moon tem uma preocupação especial com as implicações econômicas e humanitárias da suspensão.

Ban descreve Kaesong como um "exemplo de sucesso" da cooperação entre as duas Coreias, por ter promovido o crescimento da economia e servido de ponte entre os dois países.

Proposta

O chefe da ONU acredita que o projeto não deve ser afetado por "questões políticas e de segurança". Ban nota a proposta oficial feita nesta quinta-feira pelo governo sul-coreano, que pediu à Coreia do Norte para negociar a situação no complexo de Kaesong.

O Secretário-Geral espera que as operações no centro industrial possam retornar à normalidade assim que possível, por meio do diálogo.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930