Unrwa teme ataques contra refugiados palestinos na Síria

Ouvir /

Comissário-geral da agência da ONU, Filippo Grandi, está preocupado com a possibilidade de retaliação; mais de 400 mil palestinos vivendo na Síria precisam de assistência.

Palestinos recebem ajuda na Síria. Foto: Unrwa

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O representante da Agência da ONU para Refugiados Palestinos, Unrwa, afirmou estar preocupado com a possibilidade de retaliação a civis devido ao conflito sírio.

Filippo Grandi esteve esta segunda-feira na sede da ONU, em Nova York, onde afirmou ter a percepção de que refugiados palestinos que vivem na Síria estão correndo risco de sofrer ataques.

Pedido de Apoio

O comissário-geral da Unrwa condenou a morte de uma criança em uma escola do acampamento de Yarmouk, que abriga refugiados palestinos na capital síria Damasco. O incidente ocorreu na semana passada.

Filippo Grandi disse "prever que atos similares possam voltar a ocorrer". O representante pediu que sejam exploradas formas de apoio aos países que estão acolhendo os palestinos.

Isolamento

Segundo a Unrwa, são mais de 400 mil refugiados palestinos que precisam de assistência humanitária na Síria. Na Jordânia, já são 4,5 mil e outros 32 mil civis estão no Líbano.

Grandi afirmou ter recebido relatos do envolvimento de "palestinos em alvos ou grupos de combate na Síria". O representante disse que as famílias refugiadas buscam alimentos, segurança e dinheiro e que são raras as opções de voos para os civis deixarem o país em conflito.

*Apresentação: Leda Letra.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031