Secretário-Geral afirma que a água é direito humano básico

Ouvir /

Ban disse que países têm de trabalhar juntos para controlar este recurso natural; declaração foi feita em reunião sobre água e desastres na sede das Nações Unidas.

Água para todos Foto: Unep

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU afirmou, esta quarta-feira, que a água é um direito humano básico e que os países têm de trabalhar juntos para controlar este recurso natural.

A declaração de Ban Ki-moon foi feita na abertura da Sessão Temática Especial das Nações Unidas sobre Água e Desastres, que está sendo realizada na sede da organização, em Nova York.

Aquecimento

O chefe da ONU disse que os desastres relacionados com a água são acontecimentos comuns da vida com o aquecimento do planeta.

Ban contou que agenda de cinco anos das Nações Unidas inclui apoio aos planos nacionais para a redução dos riscos de desastres. Segundo ele, a preparação para o pior pode salvar vidas.

Alerta

O chefe da ONU disse que, por isso, é necessário implementar um sistema de alerta, como também, educar o povo sobre os desastres, e construir estruturas resistentes.

Ban citou o Quadro de Ação Hyogo, primeiro plano global para reduzir desastres naturais. O documento especifica medidas para diminuir as devastações econômica e ambiental e ainda o custo do sofrimento humano.

O Secretário-Geral declarou que ao mesmo tempo em que os especialistas trabalham na prevenção e mitigação, deve ser levada em consideração a ameaça da mudança climática.

Parceria

Ban disse que o Ano da Cooperação da Água representa uma oportunidade para formar parcerias internacionais que reduzam os riscos e os impactos dos desastres naturais relacionados à água.

Segundo ele, a Sessão Temática, em andamento, pode ser parte desse processo.

Tragédias

Ele lembrou  ainda de várias tragédias recentes, como o terremoto do mês passado no Pacífico, que gerou um tsunami e arrasaram as ilhas Salomão. Ban falou também sobre o ciclone em Mianmar, que matou milhares de pessoas em 2008.

No Paquistão, o Secretário-Geral afirmou que as enchentes causaram o deslocamento de 20 milhões de pessoas em 2010. Já em Fukushima, os japoneses ainda se recuperam do que chamou de "desastre triplo", terremoto-tsunami-acidente nuclear, que aconteceu há quase dois anos.

O chefe da ONU disse ainda que os desastres naturais envolvendo água atingiram também a Tailândia, a Indonésia, a Holanda e, recentemente, os Estados Unidos com o furacão Sandy.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930