ONU exibe no Complexo do Alemão filme sobre tráfico de escravos

Ouvir /

Parceria foi feita com o Projeto Cinemão, que pretende exibir mais de 280 sessões gratuitas de cinema em comunidades do Rio de Janeiro; alunos do Ensino Médio assistiram produção da Unesco.

Cinema no Complexo do Alemão

Thor Weglinski, do Rio de Janeiro para a Rádio ONU.* 

Alunos do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, acompanharam uma sessão de cinema nessa segunda-feira. O evento, organizado pela ONU e pelo Projeto Cinemão, marcou o Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravidão.

No auditório da escola, alunos do terceiro ano do Ensino Médio conferiram o filme "A Rota do Escravo – A Alma da Resistência", que conta a história do tráfico de escravos, tanto pela ótica das vítimas quanto pela dos donos e comerciantes.

Tema Atual

O filme é uma produção da Unesco e foi adaptado para o português pelo Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, Unic Rio. Para o estudante Felipe Silva, de 16 anos, é importante combater formas atuais de escravidão.

"É triste de ver, mas está no nosso passado, então todo o brasileiro sabe que a escravidão é um tema difícil, mas temos que falar. Eu acho que até hoje, 2013, usa-se esse termo. Infelizmente ele existe, e temos que de alguma forma melhorar isso a cada momento, porque de pouco a pouco o Brasil vai para frente."

O coordenador de Relações Institucionais do Unic Rio, Thiago Araújo, ressaltou a importância de falar sobre o tráfico de pessoas com os alunos.

Sessões Gratuitas

"O objetivo é trazer o debate para um espaço onde ele é realmente relevante, onde as pessoas vivem a consequência maior desses mais de 400 anos de escravidão. E que eles tenham a consciência de que isto é um processo que está sendo mudado e que continua hoje de outras formas."

Durante todo este ano, o Projeto Cinemão pretende promover 288 sessões gratuitas de cinema em comunidades do Rio de Janeiro. A proposta é alcançar um público de 150 mil pessoas.

Carro com equipamentos do projeto

Carro

Um carro equipado com projetor de imagem, telão, sistema de som, megafone, pipoqueiras e cadeiras chega até o local escolhido para a transmissão do filme. O criador do projeto, Cid César Augusto, quer estimular a cultura por meio do cinema.

"O Cinemão é um veículo de ocupação tática da cultura. É um carro aparelhado para exibição de filmes nacionais em espaços que são estigmatizados pela violência, pelo abandono do poder público e evidentemente a ausência de aparelhos culturais. Nosso objetivo é promover, difundir, estimular a cultura e o encontro social através do cinema brasileiro, de uma forma prática e extremamente eficiente."

Redação

Cid César Augusto destacou a parceria com a ONU, ressaltando que o Cinemão procurou o UNIC Rio para a exibição. Além do Unic, apoiam o projeto a Epson, a UPP Social  e o Instituto Pereira Passos. A iniciativa é patrocinada pelo Ministério da Cultura, Banco Itaú e Cirúrgica Fernandes.

Os alunos que assistiram ao filme vão escrever uma redação sobre o tema, e as cinco melhores serão postadas nas mídias sociais do Unic Rio e do Cinemão.

*Apresentação: Leda Letra, com reportagem do Unic Rio.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031