ONU condena detenção de 21 boinas azuis nas Colinas de Golã

Ouvir /

Grupo teria sido abordado por homens armados perto de Al Jamla; em nota Secretário-Geral disse que a liberdade de movimento e segurança deles têm que ser respeitada por todas as partes.

Ban Ki-moon

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*    

O Secretário-Geral da ONU condenou a detenção de 21 boinas azuis do Força Observadora de Desengajamento, Undof, na sigla em inglês.

O grupo teria sido abordado por homens armados nas Colinas de Golã. Os boinas azuis estão na região como parte de um acordo entre Síria e Israel.

Relatos

Antes da nota de Ban, o Conselho de Segurança já havia emitido um comunicado repudiando a detenção dos observadores.

De acordo com relatos recebidos peo Conselho, o grupo teria sido levado de um local perto da Al Jamla por membros da oposição síria, mas não há confirmação independente desta informação.

A detenção teria ocorrido dentro da chamada área limite. O porta-voz de Ban informou, que o grupo de observadores da ONU teria sido levado por 30 homens armados durante uma missão de rotina.

Movimento

A presença da ONU nas Colinas de Golã serve para monitorar o acordo entre Síria e Israel.

O Secretário-Geral disse que a liberdade de movimento e segurança dos boinas azuis têm que ser respeitada por todas as partes.

Ban Ki-moon e o Conselho de Segurança pediram a libertação imediata dos boinas azuis.

 *Apresentação: Mônica Villela Grayley.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930