No Rio, ONU lança aplicativo online para mulheres vítimas de violência

Ouvir /

Ferramenta busca oferecer informações sobre serviços de amparo na capital fluminense; iniciativa da ONU Mulheres, ONU-Habitat e Unicef pode ser utilizada por qualquer pessoa com acesso à internet.

Daniela Pinto. Foto: Felipe Siston/Unic Rio

Thor Weglinski, do Rio de Janeiro para a Rádio ONU.* 

As Nações Unidas lançam nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, um aplicativo gratuito para celulares e computadores, com informações sobre o atendimento a mulheres e meninas vítimas de violência na capital fluminense.

A iniciativa da ONU Mulheres, do Unicef e do ONU-Habitat marca o Dia Internacional da Mulher. O objetivo da ferramenta online é oferecer o maior número possível de informações sobre serviços e órgãos da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.

Informação sobre direitos

Qualquer pessoa com acesso à internet pode baixar o aplicativo, que tem o apoio da Embaixada Britânica no Brasil. Para a Coordenadora da Área de Eliminação da Violência da ONU Mulheres no Brasil, Daniela Pinto, o diferencial do aplicativo é disponibilizar à vítima de violência toda a informação sobre seus direitos.

"Através dessa ferramenta, que é uma imagem, você consegue ver que, de onde você está, há toda uma série de equipamentos do governo e de ONGs da sociedade civil que podem te ajudar com orientação, com informação e com atendimento imediato."

Jovens

O aplicativo foi desenvolvido com base nas necessidades de comunidades no Rio de Janeiro. A iniciativa é inspirada em projetos semelhantes do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, das Nações Unidas.

Daniela Pinto acrescenta que a ONU caminha e acompanha o desenvolvimento da sociedade em razão do maior acesso dos jovens a ferramentas online.

Acesso facilitado 

"Hoje em dia todos os jovens e todas as crianças têm acesso muito facilitado a computadores, Internet e esses equipamentos móveis, então é um desenvolvimento da sociedade. Nós já temos números e dados de que informações transmitidas através dessas plataformas e dessas mídias sociais têm um efeito e  um impacto muito grande, então é um caminho para o desenvolvimento que estamos caminhando em paralelo."

Segundo a funcionária da ONU Mulheres, por ser um problema estrutural e cultural de diversas sociedades, a violência contra a mulher deve ser enfrentada por meio da aproximação com os jovens para que ocorra uma mudança cultural.

A ferramenta é parte da iniciativa "Safe and Friendly Cities for All", ou "Cidades Seguras e Amigáveis para Todos", desenvolvida em mais de oito municípios em todo o mundo, incluindo, agora, o Rio de Janeiro.

*Apresentação: Leda Letra, com reportagem do Unic Rio.  

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031