Insegurança na Síria leva ONU a remanejar alguns funcionários no país

Ouvir /

Medida temporária foi anunciada após ataques com morteiros, em Damasco, e perto de hotel, que abriga trabalhadores da organização; houve danos ao prédio e a veículos estacionados no local incluindo um carro das Nações Unidas.

Deslocados na Síria. Foto: Ocha

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU informou que está remanejando, temporariamente, alguns funcionários da Síria devido à insegurança no país.

O anúncio foi feito, nesta segunda-feira, pelo porta-voz do Secretário-Geral, em Nova York.

Presença

Segundo Martin Nesirky, ataques com morteiros perto do hotel, que hospeda os trabalhadores da ONU, em Damasco, teriam sido a causa da medida.

Vários veículos foram atingidos, no estacionamento incluindo um carro das Nações Unidas.

Ao analisar a situação, a equipe de segurança da ONU na Síria ordenou uma redução temporária da presença no país.

Líbano

O porta-voz de Ban Ki-moon informou que as Nações Unidas estão à procura de locais mais seguros, e que "a organização atribui grande importância à segurança de seus trabalhadores."

A maioria dos funcionários da ONU em Damasco atua no Escritório do Representante Conjunto para a Síria, Lakhdar Brahimi. As equipes devem ser transferidas, temporariamente, para Beirute, no Líbano.

Foi pedido aos funcionários que trabalhem de casa, por enquanto.

A ONU tem cerca de 100 funcionários internacionais na Síria e 800 sírios, contratados no país. Eles atuam também no Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, e outras agências e programas das Nações Unidas.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 18 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 18 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930