Ban anuncia investigação sobre possível uso de armas químicas na Síria

Ouvir /

Secretário-Geral afirmou que uso desse tipo de armamento representa crime contra a humanidade; Ban disse que responsáveis serão levados à justiça.

Ban Ki-moon

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, decidiu, esta quinta-feira, iniciar uma investigação sobre o possível uso de armas químicas na Síria.

Ban afirmou que o uso desse tipo de armamento representa crime contra a humanidade e avisou que os responsáveis serão levados à justiça.

Pedido

O chefe da ONU disse que tomou a decisão depois de ter recebido pedido das autoridades sírias solicitando a criação de uma comissão independente e imparcial para investigar as alegações sobre o uso de armas químicas.

No pronunciamento, ele disse também estar ciente de outras alegações de casos parecidos sobre o uso do material químico.

Ban declarou que está acertando os detalhes da missão com a Organização para a Proibição de Armas Químicas e com a Organização Mundial da Saúde.

Alegações

A mídia internacional informou que a primeira alegação de um ataque com armas químicas na província de Alepo, uma das principais cidades do país, foi feita pela agência de notícias estatal síria, Sana.

Segundo as informações das agências, "terroristas teriam lançado um foguete contendo substâncias químicas", matando 16 pessoas. Mais tarde, esse número subiu para 31.

Depois, os comandantes rebeldes acusaram as forças do governo de realizar ataques que deixaram as vítimas com dificuldade para respirar e manchas na pele.

A Coalizão Nacional, principal aliança de oposição na Síria, disse, em comunicado, que 19 pessoas morreram no ataque, muitas sufocadas.

Conflito

O Secretário-Geral declarou que os dois anos de conflito levaram o país ao caos extremo com terríveis consequências para a população.

Com a piora da situação, Ban disse que a preocupação da comunidade internacional está com a segurança dos estoques de armas químicas, como também, com a possibilidade do uso do material pelos dois lados do conflito.

Armas

Ele enfatizou que a responsabilidade principal do governo sírio é garantir a segurança dessas armas. Ban disse ter enviado duas cartas ao presidente Bashar al-Assad mencionando essa questão.

O chefe da ONU pediu cooperação ao governo e a oposição síria, incluindo acesso total em todas as áreas.

Apoio

O Secretário-Geral encerrou o discurso pedindo também apoio ao enviado especial da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, em seus esforços para uma solução política para a Síria.

Segundo Ban, os horrores dos últimos meses no país, provam, sem dúvida alguma, que a solução militar na Síria está levando dissolução do país.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031