Assembleia Geral debate situação da mulher em reunião de alto nível

Ouvir /

Comitê sobre Estatuto das Mulheres deve durar até o próximo dia 15; Brasil será representado pela vice-ministra, Lourdes Bandeira.

Assembleia Geral da ONU

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Começou nesta segunda-feira, na sede da ONU, a 57ª. sessão do Comitê sobre o Estatuto das Mulheres.

A reunião foi aberta na Assembleia Geral e tem como tema a "Eliminação e Prevenção de todas as Formas de Violência contra Mulheres e Crianças".

Aids

Neste ano, o encontro debate ainda o papel do homem no que chamou de "responsabilidades iguais entre mulheres e homens no contexto do HIV/Aids".

Discursaram na abertura a chefe da ONU Mulheres e ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, e o vice-secretário-geral das Nações Unidas, Jan Eliasson.

De acordo com a ONU, até 70% das mulheres em todo o mundo serão vítimas de violência sexual ou física em algum ponto da vida. A maioria das agressões ocorre pelas mãos dos próprios parceiros.

A mutilação genital feminina atinge de 100 a 140 milhões de meninas e mulheres.

Produtividade

O custo da violência a mulheres, segundo estudos realizados em várias áreas incluindo os Estados Unidos e a Austrália, pode chegar a mais de US$ 33 bilhões, equivalentes a R$ 66 bilhões. Os prejuízos vão desde as providências dadas a sobreviventes como à perda de produtividade.

Os participantes do encontro na ONU discutirão ainda temas sobre igualdade de gênero a serem incluídos na agenda de desenvolvimento pós-2015.

O Brasil está sendo representado pela vice-ministra das Mulheres, Lourdes Bandeira.

A sessão sobre o Comitê do Estatuto das Mulheres termina neste 15 de março.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 12 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 12 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930