Alta comissária elogia início do julgamento de ex-presidente da Guatemala

Ouvir /

Efraín Ríos Montt é acusado de genocído e crimes contra a humanidade ao lado do ex-chefe da inteligência guatemalteca, José Mauricio Rodríguez Sánchez.

Navi Pillay

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU saudou a abertura do julgamento do ex-presidente da Guatemala, nesta terça-feira.

Efraín Ríos Montt é acusado de crimes contra a humanidade e genocídio no país centro-americano. Em comunicado, a alta comissária para os direitos humanos, Navi Pillay, disse que o processo contra o ex-presidente é um sinal da chegada da justiça para os milhares de vítimas.

Tribunal Nacional

Ríos Montt está sendo julgado ao lado do ex-chefe da inteligência guatemalteca, José Mauricio Rodríguez Sánchez por graves violaçoes de direitos humanos cometidas durante o conflito de 36 anos no país.

Navi Pillay afirmou ainda que, é a primeira vez, que um chefe de Estado está sendo levado a julgamento por genocídio em um tribunal nacional.

Ela pediu às autoridades da Guatemala que mantenham a responsabilidade de garantir um julgamento justo e independente para o ex-presidente.

Pillay encerrou o comunicado dizendo que as autoridades ainda devem tomar todas as medidas necessárias para assegurar que os juízes, promotores e advogados envolvidos no caso sejam protegidos e livres de intimidações.

Um ex-general, Ríos Montt chegou ao poder na Guatemala através de um golpe de Estado em 1982. Segundo agências de notícias ele  permaneceu na política até 2012 com inúmeros mandatos no Congresso do país.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031