Acnur condena ataque em campo para deslocados internos no Paquistão

Ouvir /

Pelo menos dez pessoas morreram no atentado a bomba ocorrido no norte do país; local abriga cerca de 57 mil pessoas.

Campo de Jalozai. Foto: Acnur

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, está "horrorizado" com o ataque a bomba ocorrido na quinta-feira em um campo para deslocados internos no norte do Paquistão.

O atentado no campo de Jalozai, perto de Peshawar, deixou vários mortos, como informou nesta sexta-feira, em Genebra, o porta-voz do Acnur.

Pêsames

Adrian Edwards afirmou que pelo menos dez pessoas morreram e várias outras ficaram feridas. Os mortos eram residentes do campo e um era um trabalhador humanitário de uma organização não-governamental local.

O campo de Jalozai é o maior do Paquistão e abriga 12,5 mil famílias deslocadas, num total de 57 mil pessoas. O Acnur mandou os pêsames às famílias das vítimas.

A agência também fez um apelo ao Paquistão para que melhore a segurança ao redor do campo e garanta que os deslocados internos e trabalhadores humanitários vivam em segurança e não sejam alvos de ataques.

Os serviços no campo de Jalozai foram suspensos nesta sexta-feira, enquanto as agências da ONU avaliam a situação do local. O Acnur garante que continua comprometido com o povo do país.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031