Presidente de Comissão de Inquérito fala sobre situação na Síria

Ouvir /

Paulo Sérgio Pinheiro apresenta relatório, nesta segunda, sobre últimos acontecimentos do conflito no país; ONU diz que quase 70 mil pessoas podem ter morrido na violência política desde março de 2011.

Paulo Sérgio Pinheiro

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O presidente da Comissão de Inquérito Independente das Nações Unidas para a Síria fala, esta segunda-feira, sobre a situação na nação árabe.

Paulo Sérgio Pinheiro deverá apresentar, por vídeoconferência, os últimos dados do relatório sobre a violência política no país. A reunião ocorre em Genebra. Participa também do evento a ex-promotora do Tribunal Penal Internacional, Carla del Ponte, integrante da Comissão.

Crise

A crise no país aumenta a cada dia. Segundo a alta comissária da ONU de Direitos Humanos, Navi Pillay, o número de mortos pela violência política no país deve chegar agora a 70 mil.

Pillay falou sobre a necessidade de uma união e ação entre os 15 Estados-membros do Conselho de Segurança para solucionar o problema.

Ajuda

Pelos cálculos da ONU, mas de 4 milhões de sírios precisam de ajuda humanitária urgente. Mais de 700 mil fugiram para os países vizinhos e vivem em condições precárias em acampamentos para refugiados.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse, recentemente, que "enquanto o derramamento de sangue continua na Síria, as ameaças à paz e à segurança estão aumentando para toda a região".

Ban disse também que está profundamente preocupado com o alastramento da crise síria em países vizinhos. Para ele, a Síria está "se destruindo".

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 01 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 01 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031