Paquistão deve punir autores de ataques contra minorias étnicas e religiosas

Ouvir /

Declaração de Ban Ki-moon faz parte de nota condenando atentado de sábado contra muçulmanos xiitas, numa área comercial, em Queta; mais de 80 morreram e cerca de 170 ficaram feridos.

Ban Ki-moon

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas pediram ao Paquistão que levem à justiça os autores de um ataque terrorista que matou pelo menos 84 pessoas, no sábado, no sudoeste do país.

O atentado a bomba feriu cerca de 170 pessoas na cidade de Queta, a capital da província do Baluquistão.

Mesma Comunidade

Em nota, emitida no noite de domingo, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, lembrou que esse é o segundo ataque, na mesma cidade e contra a mesma comunidade, desde o mês passado.

A maioria das vítimas é composta de mulheres e crianças xiitas.

Segundo agências de notícias, os autores foram islâmicos sunitas. No domingo à noite, um grupo de mulheres sentou-se nas ruas, onde estavam os corpos e se recusaram a enterrá-los. A maioria das vítimas era da comunidade Hazara.

A cidade de Queta também integra a rota de peregrinação xiita para o Irã.

Terrorismo

Ban disse que o Paquistão tem que tomar medidas firmes e rápidas contra os que estão assumindo a responsabilidade de ações como essas.

Ele enviou os pêsames às famílias das vítimas e disse que a ONU continua comprometida em combater o terrorismo e a violência a civis.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031