ONU deve se preparar para iniciar novas missões do Mali à Síria

Ouvir /

Declaração partiu do subsecretário-geral para operações de paz, Hervé Ladsous; ele discursou nesta terça à Comissão Especial sobre Operações de Paz, conhecida com C34.

Boinas-azuis na República Democrática do Congo

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas deverá manter-se ativa em missões de paz ao redor do mundo, mas também começar a se preparar para organizar outras missões em áreas que poderão ir do Mali à Síria até o Chifre da África.

A afirmação é do subsecretário-geral de Missões de Paz, Hervé Ladsous. Num encontro com a Comissão Especial da ONU, conhecida com C34, Ladsous disse que está aumentando planejamentos de contingência com o Departamento de Assuntos Políticos da ONU e de Apoio no Terreno.

Mali

Segundo ele, uma "crise política extremamente grave, com ramificações humanitárias e de segurança" está ameaçando toda a região do Sahel. Ele disse que uma operação de paz no Mali, por exemplo, é uma "possibilidade muito real."

Em dezembro, o Conselho de Segurança autorizou a criação da uma missão de apoio no Mali liderada pelos africanos, Afisma. O objetivo era apoiar os esforços de autoridades do país a recuperarem o controle do norte do Mali que estava sendo ocupado por radicais islâmicos.

Ao comentar a situação no Oriente Médio, Ladsous disse que a violência na Síria continua intensa e com "uma tragédia humana de proporções incalculáveis".

O chefe do Departamento de Operações de Paz alertou para o que chamou de risco à segurança do pessoal da ONU no país e aos que trabalham em outras partes da região incluindo a Força Interina no Líbano, Unifil.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930