No Egito, PMA começa a fornecer comida a milhares de refugiados sírios

Ouvir /

São os mais pobres que recebem a ajuda da agência da ONU; 7 mil pessoas estão ganhando o vale-alimentação neste mês e o programa será ampliado.

Cupom alimentar. Foto: PMA

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, começou a fornecer vale-alimentação para mais de 7 mil sírios que refugiaram-se no Egito. A primeira etapa da distribuição dos cupons foi completada na semana passada, para os sírios mais pobres que estão vivendo em cidades satélites próximas à capital, Cairo.

Até o fim deste mês, outras 4 mil pessoas irão receber a ajuda do PMA para poder comprar comida. O benefício irá para os que vivem na cidade portuária de Alexandria.

Frutas e Leite

Segundo o PMA, os sírios que estão cadastrados com o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, estão recebendo mensalmente um cupom eletrônico ou de papel. Eles podem utilizar o cartão em supermercados para comprar itens básicos como cereais, legumes, leite, vegetais e frutas.

Até junho, o PMA quer ampliar a assistência para 30 mil refugiados sírios que estão no Egito. A ajuda alimentar é parte da operação regional de emergência em prol das famílias que saíram da Síria por conta do conflito e agora vivem em nações vizinhas.

A agência destaca que desde março de 2011, 90 mil sírios mudaram-se para o Egito. Atualmente, apenas 15 mil estão registrados com o Acnur, mas os números estão crescendo rapidamente.

O PMA começou a ajudar os sírios no Egito a pedido do governo e tem como alvo os mais pobres, que já esgotaram todas as suas economias.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 30 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031