Dominância do inglês e de scripts em latim impedem internet multilíngue

Ouvir /

Relatório, que será apresentado na próxima terça, em Paris, diz que cerca de 56% das páginas da rede mundial de computadores são produzidas em inglês. 

Especialistas querem tornar a internet mais multilíngue

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, afirmou que os planos para levar mais línguas à internet têm esbarrado em problemas linguísticos e técnicos.

Num relatório, que deve ser apresentado no próximo dia 26, em Paris, sede da Unesco, a agência afirmou que a dominância da língua inglesa e de scripts produzidos em latim têm criado uma barreira para a presença de outros idiomas na rede.

Espaço Virtual

O estudo foi compilado pela Unesco e pelo Registro Europeu de Domínios na Internet, EURid. Os especialistas pediram aos governos locais e a grupos que administram a internet para aumentar os esforços de tornar o espaço virtual mais multilíngue.

De acordo com o relatório, cerca de 56% das páginas online estão em inglês, que se estabeleceu com a língua fundadora da internet pelo Sistema de Nomes de Domínios, DNS. Esse sistema prefere os scripts em latim, o que acomoda apenas os caracteres A a Z e os números de O a 9 além do hífen.

Alfabetos

Para acabar com o que definiu como "gueto linguístico", foram criados padrões técnicos batizados de "Nome de Domínio Internacional", IDNs o que aceita scripts como o chinês, o árabe, os alfabetos cirílico e coreano, por exemplo. Mas, segundo o relatório, IDNs não é fácil de manejar e não funciona bem com emails or contas do Facebook.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930