Ban elogia acordo para reduzir o nível de violência em Mianmar

Ouvir /

Aproximadamente 75 mil pessoas fugiram de Kachin, na região norte do país por causa dos conflitos; forças do governo e da Organização de Independência do Kachin lutam desde 2011.

Família de refugiados de Mianmar

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU saudou um acordo entre o governo e rebeldes de Mianmar, com o objetivo de reduzir a escalada do conflito violento em Kachin.

A região, situada no norte do país, ficou marcada pela volta dos confrontos entre forças governamentais e rebeldes em Junho de 2011. As operações marcaram o fracasso de uma uma trégua que durou 17 anos.

Pacificação

Num comunicado, Ban Ki-moon afirmou que o documento foi emitido na China, pelo Comitê de Pacificação de Mianmar e uma delegação dos rebeldes da Organização da Independência de Kachin, KIO.

Agências de notícias disseram que, no mês passado, as duas partes concordaram com um cessar-fogo que foi quebrado logo após a assinatura, levando ao deslocamento de dezenas de milhares de civis.

Paz Sustentável

Ban pediu aos dois lados que continuem com os esforços para alcançar uma paz verdadeira e sustentável em Kachin. Ele espera que os últimos acontecimentos resultem no silêncio das armas.

O comunicado do chefe da ONU surgiu na sequência da visita ao país do assessor especial do Secretário-Geral sobre o Mianmar. Vijay Nambiar visitou acampamentos de deslocados internos e se reuniu com grupos da sociedade civil e do corpo diplomático.

Uma nota do representante diz que os encontros, realizados em Yangon, tiveram como  tema principal a situação e os acontecimentos relacionados ao conflito em Kachin.

* Apresentação: Edgard Júnior

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031