Acnur vai ampliar assistência financeira a 30 mil refugiados sírios

Ouvir /

Com cartões de débito, famílias poderão fazer saque em dinheiro de até US$ 240 por mês; verba servirá para o pagamento de aluguel, transporte, combustível e roupas.

Síria recebe o cartão de débito. Foto: Acnur

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, vai ampliar um programa de assistência financeira para refugiados sírios. A meta é beneficiar 30 mil civis até março e ajudar os refugiados mais vulneráveis que já estão registrados.

Segundo a agência, a mesada irá ajudar a cobrir as desespesas com comida, aluguel, transportes, combustível e roupas. O projeto piloto foi feito em janeiro no norte do Líbano. Agora, o Acnur irá expandir a assistência para Tripoli e o distrito de Akkar.

As famílias vão receber um cartão de débito onde será depositado por mês US$ 240, ou cerca de R$ 470. Por meio de acordos com bancos locais, os refugiados poderão usar os cartões para fazer saques em dinheiro.

Falta de Recursos

O Acnur ressalta que o sistema vai ajudar a contribuir para a economia local e facilitar a integração dos refugiados. A crise na Síria e a saída de milhares de pessoas do país levou a um aumento no preço de vários produtos. Segundo a agência, muitas famílias que chegaram no Líbano, por exemplo, não tinham recursos financeiros ou utilizaram todas as suas economias.

O Acnur lembra que mais de 720 mil refugiados sírios estão registrados ou esperando o registro nos países vizinhos, como Turquia, Iraque e Jordânia. Várias famílias que participaram do projeto piloto com os cartões de débito aprovaram a iniciativa.

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031