Trabalho infantil no Iémen atinge 1,3 milhão de crianças

Estudo da ONU diz que 17% das crianças, entre os 5 e os 17 anos trabalham em diversas actividades, a maioria não remunerada.

Crianças no Iémen

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Duas agências das Nações Unidas alertam para a situação do trabalho infantil no Iémen, que segundo o estudo, afeta 1,3 milhão de crianças. Do total, 469 mil têm entre 5 e 11 anos de idade.

Os resultados fazem parte de uma pesquisa, divulgada nesta quarta-feira pelo Unicef e pela Organização Internacional do Trabalho, OIT.

Idade Mínima

Segundo o estudo, 17% dos iemenitas que exercem funções laborais, têm idades compreendidas entre os 5 e os 17 anos. A maioria deles não são remuneradadas.

O Iémen validou duas convenções sobre trabalho infantil e concordou que a idade mínima para emprego é 14 anos. Conforme os tratados, crianças menores de 18 anos não podem trabalhar em funções perigosas.

Menores

De acordo com a pesquisa da ONU, o trabalho infantil é realizado por menores de 14 anos empregados, e por adolescentes entre os 14 e os 17 anos, que trabalham mais de 30 horas por semana, ou que desempenham actividades perigosas.

A diretora-regional da OIT para os Países Árabes, Nada al-Nashif, disse que a proteção de crianças no Iêmen tem de ser uma prioridade da comunidade internacional.

A pesquisa das Nações Unidas também lembrou que crianças que estão a ser vítimas do trabalho infantil, têm menos hipóteses de frequentar uma escola e acabam por abandonar os estudos.

Ouvir /
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031