Termina sequestro de boinas azuis da ONU no Sudão

Ouvir /

Os dois soldados de paz ficaram 136 dias em cativeiro, na região de Darfur; segundo Unamid, eles devem seguir para seu país natal, a Jordânia.

Soldados da Unamid

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Dois soldados de paz das Nações Unidas foram libertados, nesta quarta-feira, após 136 dias sequestrados na região de Darfur, no Sudão. A informação foi dada pela Missão da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid.

Os ex-reféns, que são da Jordânia, desapareceram em agosto durante uma viagem para fazer compras em um mercado próximo do distrito de Kabkabiya.

Cativeiro

Falando à Rádio ONU, de Darfur, a porta-voz da Unamid, Aicha Elbasri, disse que não está claro quem são os sequestradores, que mantiveram as vítimas em cativeiro por quatro meses e meio. O sequesro é considerado o mais longo da história da missão de paz.

A representante fez um apelo às autoridades para a investigação, não apenas do recente sequestro, mas de outros ocorridos na região sudanesa.

Violência

Os dois boinas azuis foram declarados saudáveis e devem seguir para a Jordânia ainda nesta quarta-feira.

A violência em Darfur eclodiu com a guerra civil entre forças do governo, rebeldes e grupos étnicos rivais em 2003. Desde 2007, a  Unamid dispõe de mais de 16 mil soldados na região, com o mandato de proteger os civis.

Durante o período, 78 soldados da Unamid foram mortos em Darfur. Na mais recente emboscada, em outubro, quatro soldados perderam a vida e oito ficaram feridos.

*Apresentação: Leda Letra

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031