PMA volta a fornecer alimentos em Kismayo, na Somália

Ouvir /

Agência da ONU ficou fora da região por quatro anos devido à insegurança e violência; desde o início deste mês, 15 mil pessoas estão recebendo refeições diárias.

Combate à fome na Somália

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU, PMA, voltou a fornecer comida aos necessitados em Kismayo, na Somália.

A agência da ONU foi obrigada a deixar a cidade, há mais de quatro anos, por causa da violência e da insegurança em toda a região.

Ajuda

O PMA e outras agências humanitárias, estão fornecendo 15 mil refeições por dia aos mais necessitados e prestando apoio a cerca de 5 mil mulheres e filhos de até cinco anos.

Segundo o representante do Programa Mundial de Alimentos na Somália, Stefano Porretti, é muito importante que a agência esteja trabalhando novamente em Kismayo.

Má nutrição

O representante alertou que 24% das crianças com menos de cinco anos sofrem de má nutrição.

O PMA montou vários centros de saúde especiais por toda a região para atender crianças e mulheres gestantes ou que estejam amamentando.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031