Países assinam tratado da ONU para combater comércio ilegal do tabaco

Ouvir /

Primeiras 12 nações firmaram o documento da Organização Mundial da Saúde, nesta quinta-feira, em Genebra; quase seis milhões de pessoas morrem todos os anos pelo uso da substância.

Foto: OMS

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Doze países assinaram nesta quinta-feira um novo tratado das Nações Unidas para conter o comércio ilegal de tabaco. Representantes da França, Gabão, Líbia, Mianmar, Nicaragua, Panamá, Coreia do Sul, África do Sul, Síria, Turquia e Uruguai foram os primeiros a firmar o acordo, em cerimônia em Genebra.

O Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Produtos de Tabaco foi assinado na sede da Organização Mundial da Saúde, OMS.

Atividade Criminosa

A diretora-geral da agência, Margaret Chan, destacou que "o documento traz ao mundo um instrumento legal único para conter e eventualmente, eliminar uma atividade internacional criminosa e sofisticada."

O novo protocolo busca proteger as pessoas do riscos para a saúde do tabaco, que mata, por ano, seis milhões. Aproximadamente uma pessoa morre a cada seis segundos por conta da substância.

Ratificação

O foco do tratado é combater o comércio ilegal por meio do controle de suprimentos e cooperação internacional. Como medida-chave, os países se comprometeram a estabelecer um sistema de rastreamento global para reduzir e erradicar o tráfico do tabaco.

O protocolo havia sido aprovado por 140 países em novembro do ano passado, durante reunião da OMS em Seoul, na Coreia. O documento segue aberto para assinatura até janeiro de 2014. Para entrar em vigor, é necessária a assinatura de pelo menos 40 nações.

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930