ONU afirma que economia global vai crescer até 2014

Ouvir /

Apesar dos riscos, previsão é de uma avanço de 2,4 % em 2013 e  3,2% para o ano que vem; PIB brasileiro deve ser de 4% este ano.

Foto: Banco Mundial

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*  

A ONU prevê um crescimento da economia global de 2,4 % em 2013 e de  3,2% para 2014, apesar do ambiente de incertezas e riscos.

Os analistas da organização afirmam que seguindo esse passo moderado, muitas economias não terão condições de se recuperar da perda maciça de empregos com a recessão dos últimos anos.

Brasil

As Nações Unidas apontam o retorno do ritmo de crescimento moderado da América Latina e do Caribe. O Brasil deve ter um avanço de 4% este ano; e de 4,4% em 2014.

A informação consta do estudo “Situação da Economia Mundial e Previsões para 2013″, lançado em Genebra.  O documento foi preparado pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Desa.

Crescimento

O informe prevê ainda que a região atinja um crescimento médio do PIB de 3,9%, depois dos 3,1 % de 2012.

Em relação ao ano passado, o documento destaca que a fraca demanda nas exportações ditou uma desaceleração notável do crescimento regional de 4,3% para 3,1%.

Economias

A ONU prevê ainda que a oferta de petróleo do Brasil seja beneficiada devido a quedas  na produção em regiões como o mar do Norte e a Ásia Central, em 2013.

O documento destaca a queda do crescimento do Brasil, de 7,5 % em 2010 para cerca de 1,3 % em 2012, seguindo a  tendência da China, ao cair de 10,4% para 7,7%, e da Índia, que baixou de 8,9% para 5,5 %.

Avanço

Segundo o relatório, a China continuará impulsionando a economia mundial com crescimento de 7,9% neste ano e 8% em 2014. A Índia vem logo atrás, com avanço previsto de 6,1% em 1013 e 6,5 para o ano que vem.

Os Estados Unidos aparecem com a expectativa de um crescimento muito mais modesto, 1,7% para este ano e de 2,7% para 2014.

Empregos

Apesar de estar previsto um crescimento relativamente forte do PIB para África, o relatório destaca o problema do nível e da qualidade dos empregos gerados. Em 2013 e 2014, o continente deve crescer 4,8% e 5,1%.

Angola é um dos países que devem manter a taxa de inflação acima dos 10% ao lado da Nigéria. Em média, as economias da África irão registar uma ligeira moderação do crescimento da produção para 4,8% em 2013.

Como principal obstáculo para o desenvolvimento mais dinâmico na maior parte das economias  foi citada a deficiência de infraestrutura.

*Apresentação Edgard Júnior

 

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930