Unesco: cultura deve ser protegida em tempos de guerra

Ouvir /

Diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Irina Bokova, disse que ataques contra herança cultural são atentados contra a própria identidade das comunidades.

Diretora-Geral da Unesco, Irina Bokova

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Unesco junto com o jornal International Herald Tribune organizaram um fórum em Paris com o objetivo de proteger a cultura dos povos em tempos de guerra.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Irina Bokova, disse que a herança cultural fica particularmente vulnerável em situações de conflito armado.

Cultura

No evento, realizado na Academia Diplomática Internacional, Bokova afirmou que a cultura, sozinha, não é suficiente para solidificar a paz, mas sem ela, não se pode conseguir uma paz duradora.

Em entrevista ao jornal americano, International Herald Tribune, a diretora-geral disse que ataques contra a herança cultural são atentados contra a indentidade das próprias comunidades.

Segundo ela, esses ataques têm efeitos a longo prazo e tornam muito difícil uma reconciliação.

Plano

Bokova pediu um plano de ação em três etapas. Na primeira, ajudar os países a implementar medidas legais para salvaguardar e proteger a cultura. Depois, criar sólidas coalizões para a cultura através de uma coordenação rigorosa.

E a última etapa, segundo a diretora da Unesco, será integrar a cultura em todo processo de paz internacional.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 28 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031