UE tem responsabilidade sobre migrantes sem documentos na Grécia

Ouvir /

Afirmação é do relator especial da ONU sobre o direito dos migrantes, François Crépeau, que finalizou visita de nove dias ao país para analisar o problema.

Migrantes na Grécia.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU afirmou, esta segunda-feira, que o grande número de migrantes em situação irregular na Grécia é resultado, principalmente, das políticas e práticas implementadas pela União Europeia.

Ao mesmo tempo, o relator especial da ONU, François Crépeau, pediu ao governo grego que aumente os esforços para garantir o respeito aos direitos de todos os migrantes no país.

Solidariedade

O relator da ONU disse que há uma necessidade de solidariedade na região e que os países devem dividir a responsabilidade sobre o problema dentro da UE.

Segundo Crépeau, não parece existir uma estratégia clara e coerente sobre o que fazer com os migrantes sem documentos que não estão na condição de serem facilmente deportados.

Imigrantes

Ele afirmou que o Plano de Ação sobre Migração e Asilo pode ajudar as autoridades gregas a analisar os imigrantes.

O relator da ONU disse que, com o Plano, seria possível detectar se os migrantes são vítimas de tráfico humano, de violência, ou ainda, se são criminosos.

Relatório

O estudo de Crépeau levou um ano para ser finalizado. Além da Grécia, ele esteve também na Bélgica, na Itália, na Tunísia e na Turquia.

O documento vai ser apresentado como um relatório final sobre os direitos humanos dos migrantes ao Conselho dos Direitos Humanos da ONU, em junho de 2013.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031