Português apresentado como porta-voz nunca trabalhou para a ONU

Ouvir /

Em nota, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, afirmou que Artur Baptista da Silva não é funcionário da agência e que será notificado de que não é autorizado a falar em nome do Pnud.

Sede das Nações Unidas

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas emitiram um nota de esclarecimento para negar qualquer vínculo empregatício com um cidadão português que estava se identificando como "porta-voz" de um dos programas da organização.

Na nota de esclarecimento, divulgada esta quinta-feira, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, disse que o português Artur Baptista da Silva "não é, e nunca foi funcionário do Pnud, nem porta-voz autorizado para a organização de desenvolvimento global."

Entrevistas

Ainda de acordo com a ONU,  "as opiniões de Artur Baptista da Silva são única e exclusivamente dele e não refletem a posição da organização."

O programa informou que irá notificar o cidadão português “de que ele não está autorizado a falar em nome da organização."

De acordo com a mídia de Portugal, o homem teria se identificado como "porta-voz do Pnud" no país.

Em várias entrevistas de rádio, jornal e TV, Baptista da Silva apresentava-se como coordenador do Observatório Econômico e Social do Pnud, um órgão inexistente, segundo o programa da ONU.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930