Enviado especial à Síria se reúne com chanceler russo

Ouvir /

Em nota, Lakhdar Brahimi informou que visitará o ministro Sergei Lavrov, em Moscou, neste sábado; e disse esperar que a crise da violência política se resolva no próximo ano. 

Lakhdar Brahimi

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*    

O enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria confirmou que fará uma viagem oficial, neste sábado, para discutir a situação da violência política no país árabe.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, Lakhdar Brahimi contou que se reunirá com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, em Moscou.

Palavras

O enviado especial também esclareceu que jamais mencionou que "o presidente sírio, Bashar al-Assad, deveria permanecer no poder até 2014."

Brahimi afirmou que ele tem dito, de forma consistente, que a transição na Síria deve começar "o mais rápido possível". E ressaltou que suas palavras sobre a crise têm sido de que "um governo deve ser inaugurado assim que possível".

Lakhdar Brahimi disse ainda esperar que a crise da violência na Síria seja resolvida no próximo ano, porque a situação não pode perdurar até 2014.

Direitos Humanos

Há relatos de que os confrontos entre tropas do governo sírio e de opositores do presidente Assad já tenham causado pelo menos 25 mil mortos.

Várias agências de notícias, no entanto, citam que a quantidade de vítimas fatais já ultrapassaria 40 mil.

Na semana passada, a Comissão de Inquérito das Nações Unidas sobre a Síria afirmou que violações dos direitos humanos estão sendo cometidas pelos dois lados do conflito, e que os civis do país estão arcando com as pesadas consequências da violência.

*Apresentação: Leda Letra.

 

 

 

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930