Brasil deve esperar Portugal para Acordo Ortográfico, diz senadora

Ouvir /

Ana Amélia, (PP-RS) contou à Rádio ONU que apresentou proposta à Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado após ser procurada por professores brasileiros questionando alguns pontos técnicos do documento.

 

Senadora Ana Amélia em sessão no Congresso

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.   

A implementação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que estava marcada para ocorrer, em 2013, no Brasil, dever ser adiada, com base numa proposta apresentada no Senado, em Brasília.

A declaração foi dada à Rádio ONU pela senadora, Ana Amélia (PP-RS), que é autora do projeto. Segundo ela, a iniciativa servirá para harmonizar o processo da reforma com Portugal, que escolheu 2015 para finalização da entrada em vigor.

Alterações

"Eu penso que foi um gesto de solidariedade da nossa parte, deixar que o Acordo entre em vigor, em 2015, junto com Portugal, como demonstração de boa vontade política. Isso implicaria em alterações de várias naturezas, não só na literatura, mas em documentos oficiais e tudo mais. Outros países, como Angola, que tem a segunda maior população de países de língua portuguesa, também teve algumas dificuldades em relação à ratificação deste Acordo."

A senadora Ana Amélia contou ainda que a proposta para adiar a implementação do Acordo foi uma resposta a preocupações expressadas por alguns professores brasileiros sobre "aspectos técnicos" da reforma durante reuniões com ela. O Acordo foi endossado pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp.  A organização lusófona tem várias parcerias com as Nações Unidas incluindo nas áreas da cultura e do desenvolvimento.

Decreto Presidencial

A congressista, que visitou a sede da ONU, em Nova York, na semana passada, explicou como o adiamento deverá ocorrer no Brasil.

"Vai ser um decreto da Presidência (da República) para facilitar do ponto de vista legislativo. Um projeto de resolução criaria alguns problemas de ordem legal em função de ser um acordo internacional. Então, haverá um decreto presidencial. Este foi o entendimento final. Teremos esta semana mais uma reunião, que será a última, para tratar desta matéria."

O Brasil foi o primeiro dos oito países de língua portuguesa a implementar o Acordo Ortográfico, o que ocorreu em janeiro de 2009. Logo depois, foi a vez de Portugal, que decidiu finalizar a implementação em 2015.

De acordo com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, Angola e Moçambique são as únicas nações que ainda não ratificaram a implementação entre os oito países lusófonos.

 Ouça a entrevista da senadora Ana Amélia à Rádio ONU na íntegra.

 *Foto divulgação: Moreira Mariz, Agência Senado.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 27 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 27 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031