Ban se solidariza com Filipinas após tufão que matou cerca de 400

Ouvir /

Em nota, Secretário-Geral ofereceu ajuda da organização; Bopha atravessou o país com ventos de até 193 km/h.

Vítimas das cheias nas Filipinas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.* 

O Secretário-Geral das Nações Unidas expressou tristeza devido às mortes e os estragos causados pelo tufão Bopha, que matou cerca de 400 pessoas, nas Filipinas.

Em nota emitida, nesta quinta-feira pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon disse que a ONU está disposta a oferecer assistência humanitária e a mobilizar o apoio internacional.

Ilha

Com ventos de até 193 km/h, a tempestade arrasou a ilha. Agências de notícias indicam que pelo menos 379 pessoas são dadas como desaparecidas. As inundações e deslizamentos de terra também destruíram dezenas de milhares de habitações.

O tufão, localmente conhecido como Pablo, atingiu o sul das Filipinas na terça-feira. A tempestade segue-se ao tufão Washi, que em dezembro afetou a ilha de Mindanao e matou mais de 1,4 mil pessoas.

Com a passagem do tufão Washi, cerca de 48 mil casas foram destruídas atingindo 625 mil pessoas.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930