Unesco anuncia financiamento chinês para formar professores africanos

Ouvir /

Etiópia, Namíbia e Cote d'Ivoire serão os primeiros a acolher a iniciativa de quatro anos, a partir dos princípios de 2013; projeto vai concentrar esforços em sistemas de educação de oito nações do continente.

China ajuda na formação de professores africanos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, anunciou um financiamento da China destinado a apoiar a formação de professores africanos.

Sem revelar montantes, a agência apontou que a iniciativa, a arrancar em 2013, vai abranger inicialmente a Etiópia, a Namíbia e a Cote d'Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim. Trata-se do primeiro financiamento do género concedido à Unesco pelo país asiático.

Sistemas de Educação

Durante quatro anos, o projeto pretende concentrar esforços em sistemas de educação de oito países, como parte da iniciativa "Educação para Todos", da Unesco.

As ações devem seguir paralelamente os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, com o prazo até 2015, e a iniciativa "Educação em Primeiro Lugar", lançada em setembro pelo Secretário-Geral, Ban Ki-moon.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930