Tribunal da ONU retira acusações contra ex-generais da Croácia

Ouvir /

Ante Gotovina e Mladen Markač haviam sido condenados no ano passado por crimes contra a humanidade durante o conflito nos Balcãs, em 1990; corte de apelação diz que houve erro no julgamento.

 

Ante Gotovina and Mladen Markač.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A Câmara de Apelação do Tribunal Internacional para a ex-Iugoslávia retirou as acusações contra dois ex-generais croatas, que haviam sido condenados por crimes contra a humanidade durante o conflito nos Balcãs, nos anos 90.

O veredicto, divulgado em Haia, nesta sexta-feira, manda libertar Ante Gotovina e Mladen Markač, que tinham sido condenados a 24 e 18 anos de prisão, respetivamente. O documento foi apresentado pelo juiz Theodor Meron.

 Sentença

 Em abril do ano passado, a corte de julgamento do Tribunal acusou os dois generais de participar de uma ação para retirar à força a população civil sérvia da região de Krajina, na Croácia, em 1995.

Mas a corte de apelação considerou nesta sexta, por unanimidade, que houve um erro ao concluir que bombardeios, localizados a mais de 200 metros do alvo, serviriam de evidência para considerar ilegais ataques em cidades croatas.

Liberdade

Foi também considerado um erro a alegação de que ataques de artilharia ordenados por Gotovina e Markač eram ilegais. Foram retiradas então todas as acusações aos dois generais e pedida a libertação imediata deles.

Em 1995, Gotovina era coronel general do exército croata, enquanto Markač trabalhava como  assistente do ministro do Interior e comandante da operação da Polícia Especial Croata.

*Apresentação: Leda Letra.  

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930