Síria usa minas antipessoais contra civis, diz ONG

Ouvir /

Relatório da Campanha Internacional para banir o uso do explosivo afirma que o país árabe foi o único a utilizar esse tipo de armamento em 2012; em todo o mundo, 12 pessoas morreram por dia no ano passado vítimas das minas.

Síria foi o único país a utilizar minas antipessoais.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O governo da Síria tem usado minas antipessoais na fronteira com o Líbano e a Turquia para tentar impedir a fuga de civis por causa da violência.

A afirmação é parte do relatório da ONG Campanha Internacional para banir o uso de minas antipessoais. Segundo a organização, a Síria foi o único país, este ano, a usar o explosivo.

Mortes

O documento afirma ainda que em países como Afeganistão, Colômbia, Mianmar, Tailândia e Iêmen, as minas antipessoais são usadas por grupos armados e não pelo governo.

O relatório diz que em 2011, foram registradas 4,2 mil mortes causadas por minas terrestres no mundo, uma média de 12 por dia.

Progresso

Segundo a campanha Internacional, 160 países assinaram o Tratado para Banir Minas Antipessoais.

Com a entrada da Somália e do Sudão do Sul, agora todos os países da África Subsaariana adotaram o acordo.

Apesar do progresso, o relatório mostra um aumento das mortes causadas pelas minas na Líbia, no Sudão e no Sudão do Sul.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930