Pnuma alerta que descongelamento do pergelissolo pode aumentar aquecimento global

Ouvir /

Estudo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente afirma que o derretimento pode mudar radicalmente o ecosistema e causar danos muito caros devido à instabilidade do terreno.

Degelo do pergelissolo. Foto: Pnuma

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O degelo do pergelissolo, parte do solo que deveria estar permanentemente congelada no ártico, pode ampliar o aquecimento global se as temperaturas continuarem subindo como o esperado.

O alerta está no relatório divulgado, esta terça-feira, pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma.

Carbono

O pergelissolo cobre quase 25% do território do hemisfério norte e contém 1,7 mil gigatoneladas de carbono, o dobro do que existe atualmente na atmosfera.

O relatório chama a atenção justamente para o perigo das emissões de dióxido de carbono e de metano contidas nestas terras, serem liberadas por causa do degelo. Até agora, essas emissões não tinham sido incluídas nas previsões climáticas dos cientistas.

Recomendações

O relatório do Pnuma recomenda uma análise especial do pergelissolo, a criação de uma rede de monitoramento e planos de adaptação para lidar com o impacto das emissões de carbono.

O diretor executivo da agência, Achim Steiner, afirmou que o pergelissolo é uma das chaves do futuro do planeta porque contem matérias orgânicas congeladas.

Segundo Steiner, se descongeladas e expelidas na atmosfera, essas matérias orgânicas podem aumentar o atual ritmo do aquecimento global.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031