Nova resolução da UIT apela à Internet livre e inclusiva

Ouvir /

Documento aprovado nesta quinta-feira pede fim do acesso discriminatório; agência da ONU considera a medida um compromisso em prol da sociedade de informação.

 

UIT: Internet como força ao desenvolvimento

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

A União Internacional das Telecomunicações, UIT, adotou uma resolução que apela aos Estados-membros não tomarem nenhuma ação unilateral ou discriminatória que possa impedir outros países de ter  acesso a sites públicos da Internet e o uso de recursos.

A decisão foi anunciada nesta quinta-feira, no encerramento da Assembleia Mundial de Padronização das Telecomunicações, em Dubai.

Compromisso

A adoção surge na sequência da revisão e aprovação de uma decisão tomada em uma reunião em Joanesburgo em 2008, prevendo o acesso não discriminatório e o uso de recursos da Internet.

O secretário-geral da UIT, Hamadoun Touré, considerou que a resolução reforça o compromisso da agência "em prol de uma sociedade de informação livre e abrangente".

A medida é vista pelo representante como uma "forte mensagem" ao que considera "acusações da comunidade internacional de que os membros da UIT pretenderiam restringir a liberdade de expressão."

Progressos

A agência reconhece a natureza global e aberta da Internet como força motora para acelerar o progresso rumo ao desenvolvimento, e considera que a discriminação no acesso à rede pode afetar bastante os países em desenvolvimento.

A UIT diz que a atenção deve estar focada em novos métodos para "um melhor uso de fibra ótica já instalada e em padrões que devem capacitar a próxima geração."

*Apresentação: Leda Letra.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930