Ex-premiê de Kosovo é absolvido de crimes de guerra em tribunal de Haia

Ouvir /

Ramush Haradinaj havia sido submetido a um segundo julgamento após ser acusado de uma atos de tortura a assassinatos contra sérvios durante o conflito dos Bálcãs entre 1998 e 1999.

Tribunal Penal Internacional para a Ex-Iugoslávia

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Tribunal Penal Internacional para a Ex-Iugoslávia inocentou nesta quinta-feira o ex-primeiro-ministro de Kosovo de acusações de crimes de guerra.

Ramush Haradinaj estava sendo julgado, pela segunda vez, ao lado de mais dois reus: Idriz Balaj e Lahi Brahimaj. Eles respondiam a acusações de tortura e assassinatos de sérvios cometidos entre 1998 e 1999 durante o conflito nos Bálcãs.

Áreas de Controle

Segundo agências de notícias, autoridades sérvias criticaram o veredicto.

O ex-premiê de Kosovo Haradinaj já havia sido absolvido há quatro anos. Segundo os promotores, os três reus estariam envolvidos no estabelecimento de áreas de controle pelo Exército de Libertação de Kosovo.

Ainda de acordo com a acusação, os três homens teriam participado em atos de maus tratos e outros crimes de sérvios étnicos, povos roma e albaneses que teriam cooperado com representantes da Sérvia.

Mais de 90% da população de Kosovo é formada por albaneses e 10% por sévios.

De acordo com o veredicto do Tribunal de Haia, não há provas de que o ex-primeiro-ministro de Kosovo e os outros reus tenham participado dos crimes.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 19 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930