Esposa do ex-líder marfinense indiciada por crimes contra a humanidade

Ouvir /

TPI publica mandado de captura contra Simone Gbagbo, de 63 anos, por alegados crimes incluindo responsabilidade por assassinato, violação e outras formas de violência sexual.

O Tribunal Penal Internacional publicou o mandato de prisão esta semana.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Tribunal Penal Internacional, TPI, publicou esta quinta-feira o mandato de prisão contra a esposa do antigo presidente da Cote d´Ivoire. A instituição sedeada na cidade holandesa de Haia, indica que a ordem contra Simone Gbagbo, de 63 anos, foi emitida em Fevereiro.

Ela é procurada alegadamente ter cometido quatro crimes contra a humanidade nomeadamente responsabilidade por assassinato, violação e outras formas de violência sexual além de atos desumanos e perseguição.

Violência

Os crimes teriam sido alegadamente cometidos no período entre 6 de Dezembro de 2010 e 12 de April do ano passado, durante a violência eleitoral no país também conhecido como Costa do Marfim.

O seu marido, Laurent Gbagbo, foi tranferido para o tribunal há um ano. A detenção do antigo líder ocorreu em Abril, cinco meses após a realização das eleições que deram vitória ao seu rival e atual presidente Alassane Ouattara.  

Poder

Estima-se que 3 mil pessoas morreram durante a onda da violência que se seguiu à recusa de Gbagbo em deixar o poder.

Apesar de não ter assinado o Estatuto de Roma, que cria o TPI, o país aceitou a jurisdição da instituição em 2003. O Tribunal deu ordens para a investigação das ações relativas ao contexto da situação, cometidas desde finais de Novembro de 2010.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE DEZEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE DEZEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031